Dieta promete eliminar até 50% do excesso de peso em um mês sem atividade física

Thamires Andrade
Do UOL, em São Paulo

  • Thinkstock

    A dieta não restringe a quantidade de alimentos, mas proíbe alguns itens e limita o consumo de carboidratos no almoço e no jantar para três vezes por semana

    A dieta não restringe a quantidade de alimentos, mas proíbe alguns itens e limita o consumo de carboidratos no almoço e no jantar para três vezes por semana

Uma dieta criada por um endocrinologista de São Paulo promete eliminar de 30% a 50% do excesso de peso em apenas um mês, sem que seja necessário fazer exercícios. O cardápio é baseado no consumo de proteínas e no controle de carboidratos. Algumas bebidas alcoólicas são permitidas, como o vinho. E o tamanho do prato, assim como a frequência das refeições, é flexível.

Apesar da aparente liberdade, não é possível comer tudo o que se tem vontade. "O conceito é comer a hora que quiser, o volume que quiser, mas não o que quiser", alerta o endocrinologista Cyro Guimarães Junior.

Requeijão, queijos amarelos, creme de leite, biscoito, uva, abacate, banana, caqui, manga, mandioca, batata, milho, refrigerantes (inclusive diet), cerveja, chope, carnes à milanesa e à doré devem ser riscados do cardápio.

Também estão proibidos alimentos conservados em tetra pak, vidros ou plásticos, por causa do excesso de sódio e outros elementos. E os sucos embalados não devem ser consumidos, segundo o endocrinologista, devido à inclusão de adoçantes e amido de milho, que instigam o aumento de peso e aumenta a chances de desenvolver diabetes e hipertensão.

Mesmo com tantas proibições, a dieta permite o consumo de alguns carboidratos à vontade, como os que estão presentes no leite e derivados, e também nas frutas. Já massas e grãos são liberados aos poucos. "A pessoa pode comer uma massa na semana, na quantidade que achar melhor. Já os grãos, como arroz, feijão, ervilha, soja e outros, só podem ser consumidos três vezes na semana", diz o médico. Se uma pessoa comer uma feijoada, por exemplo, terá consumido os créditos de grãos na semana. 

Sucos de fruta sem açúcar podem ser consumidos à vontade, bem como chás em pó ou sachês e água de coco. "Quem quiser também pode fazer uma vitamina de leite batido com frutas, sem problemas, pois tudo isso é liberado", ressalta Junior.

Com relação às bebidas alcóolicas, cervejas e bebidas licorosas estão vetadas. Já os vinhos e as bebidas destiladas estão liberados. "É preciso manter alguns prazeres para que o paciente consiga seguir a dieta", afirma Junior. Ele enfatiza que o uso social da bebida, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), limita-se a até duas doses de destilado por dia ou duas taças de vinho.

Para seguir a dieta, é preciso evitar a praticidade. "Ninguém quer perder tempo preparando uma refeição, por exemplo, mas o ideal é levar comida pro trabalho e não sair para comer fora", acredita Junior.

Café da manhã

No café da manhã, Junior defende o consumo de alguns alimentos que não devem ser ingeridos ao longo do dia, como o pão sem miolo. "Esse carboidrato de médio poder de depósito só deve ser consumido nessa hora do dia, pois as taxas do hormônio cortisol ainda estão altas", afirma.

  • Thinkstock

    Pão sem miolo ou torradas com manteiga ou margarina são liberados no café da manhã

O adoçante ou o açúcar também são permitidos de manhã (para o endocrinologista, ambos engordam da mesma maneira). O café também pode ser consumido na parte da manhã e durante o dia, mas nunca após a refeição.

A dieta também não tem um número de refeições previstas ou lanches. "Cada corpo tem seu timing e o mesmo que funciona pra mim pode não funcionar pro outro, portanto o importante é respeitar a rotina e o corpo de cada um", finaliza.

Atividade física

Diferente de outros médicos, o endocrinologista não inclui exercícios no plano de emagrecimento. "A atividade física faz bem pra saúde, mas, segundo estatísticas, ela só impacta em 4% no emagrecimento, ou seja, não adianta ter uma alimentação baseada em chocolate e cerveja e ficar horas na academia", sentencia.

O personal trainer Francisco Dragone reconhece que o cardápio é mais importante para eliminar os quilinhos extras do que as atividades, mas não recomenda que elas deixem de ser realizadas. "A atividade física aumenta o gasto calórico e ajuda a acelerar a perda de peso. Ela é um complemento para quem quer emagrecer", explica.

Sugestão de alimentos que podem ser consumidos

Café da manhã Café com leite (não necessariamente desnatado)
Chás (adoçar com açúcar ou adoçantes
Um pão francês sem miolo ou torradas
Manteiga ou margarina à vontade
Frutas, salvo as citadas como proibidas
Iogurte natural sem sabor
Queijo fresco
Ricota ou mozarela de búfala ou cabra
Frios à vontade
Almoço e Jantar Carnes (fritas, cozidas ou cruas, mas jamais à milanesa ou à doré)
Ovos (fritos, cozidos, omeletes)
Verduras e legumes
Frutas

Últimas de Dieta e Boa Forma



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos