Dieta de Beverly Hills

Isabela Leal e Ana Paula Rafanini, especial para o UOL Ciência e Saúde

Outras dietas
  • Getty Images

O que propõe

A dieta de Beverly Hills, criada pela atriz americana Juzy Mazel, se vale da reação química natural dos alimentos para fazer a pessoa perder peso. O abacaxi, por exemplo, fartamente usado pela americana e por quem segue essa orientação alimentar, possui a enzima bromelina, que é altamente digestiva e auxilia na eliminação de líquidos pela urina, resultando na perda de peso.

O nutrólogo Edson Credidio, de Campinas (SP), explica a lógica desse cardápio. “Parte-se da premissa de que grupos específicos de alimentos não devem ser ingeridos juntos com determinadas frutas, dessa forma o corpo queima melhor suas calorias.” A partir desse conceito surgiram as diretrizes que fundamentam o programa.

“O cardápio restringe alimentos nos dez primeiros dias, só as frutas são permitidas, como abacaxi, morango, maçã, melancia ou melão. Do décimo primeiro ao décimo nono, saem as frutas e entram os carboidratos. Do vigésimo dia ao trigésimo quinto, entram as proteínas”. Credidio explica que a autora da dieta não se baseou em nenhum estudo científico para criar o cardápio.

Composta por três fases (10 dias com frutas, outros 10 dias sem frutas e somente com massas, pães, arroz e cereais, nos 15 dias restantes entram apenas carne, leite e ovos), a dieta não restringe quantidades em nenhuma etapa e promete enxugar de 5 a 10 quilos no período de 35 dias. Grande parte desse peso é perdida logo na primeira etapa, já que os líquidos são eliminados mais rapidamente por causa do efeito diurético das frutas.

Como é feita

Do primeiro ao décimo dia, o cardápio é composto somente por frutas, a criadora da dieta consumiu somente abacaxi e seus seguidores não fugiram à regra.

Na segunda etapa (do 11º ao 20º dia), eliminam-se as frutas e entram os carboidratos como massas, pães, cereais e arroz. Na terceira fase, que vai do vigésimo primeiro dia até o final, no trigésimo quinto, saem os alimentos das primeiras fases e entram as proteínas como carnes, leite e ovos. Não há limitação de quantidade em nenhuma das três fases. Durante todas elas, a pessoa deve comer cinco vezes ao dia. Nos lanches da segunda e terceira etapas é recomendado uma fatia de abacaxi ou uma porção de outra fruta, desde que tenha baixa caloria.

Para o nutrólogo, a primeira fase pode ser decisiva e ele não recomenda que a dieta seja seguida além dos 35 dias sugeridos. “A dieta é difícil de seguir, tem pouca aderência logo na primeira fase e uma desistência muito grande até o final. Isso porque depois de uma semana comendo apenas frutas, o organismo está deficiente. A pessoa se sente cansada e indisposta. Isso acontece porque as frutas não são ricas em proteínas, cereais ou minerais e também porque não trazem energia.”

Promessa

Quem seguir corretamente todas as fases dessa dieta, pode perder entre 5 e 10 kg por mês.

Contraindicação

A fase inicial, com frutas, tem efeito desintoxicante, além de ser rica em fibras e vitaminas antioxidantes. Comer à vontade também pode ser uma vantagem, contanto que o alimento esteja no grupo permitido. Apesar desses benefícios, a Beverly Hills é radical e tem alguns pontos negativos. Segundo a nutricionista Leda Sequeira Pinheiro, do Rio de Janeiro, o correto é seguirmos uma alimentação equilibrada. “O ideal é fazer uma reeducação alimentar. No caso de uma dieta à base de frutas, ela deve ser voltada para a desintoxicação, e não emagrecimento. Uma pessoa saudável até pode passar três dias (o ideal é não ultrapassar esse prazo) comendo somente frutas, mas seu organismo sentirá falta de proteínas, dentre outros nutrientes.”

Para Credidio, as restrições alimentares são prejudiciais ao organismo. “Alguns pacientes meus, que comeram alimentos de uma única classe durante essa dieta, tiveram anemia e crises alérgicas.”

Eu fiz

“Segui a deita por um mês, parei cinco dias antes de terminar. O interessante é que ela me deixou saciada de verdade e o resultado foi muito rápido. Um grande benefício foi a redução aparente da celulite. Porém, como eu sinto necessidade de comer sal, a fase das frutas quase me fez desistir. Mas segui em frente e em um mês sequei 5 quilos, além de reduzir pra valer o inchaço. Consegui manter meu peso por cinco meses, porém controlado por remédios manipulados. Hoje eu faria a dieta de novo, principalmente para eliminar líquidos.”

Talita Passos, 35 anos, comerciante de Avaré (SP)

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos