Dieta da sopa

Isabela Leal e Ana Paula Rafanini, especial para o UOL Ciência e Saúde

Outras dietas
  • Getty Images

O que propõe

A dieta da sopa tem como principal objetivo eliminar os quilos extras, mas de maneira saudável. O caldo precisa ser nutritivo, conter fibras, vitaminas e sais minerais, ou seja, alimentar mesmo, mas com baixo teor de calorias. Porém é preciso cautela, pois como toda dieta não convencional, a sopa tem restrições.

Para que não provoque cansaço, dores de cabeça e insônia, o caldo pode substituir até duas refeições principais durante sete dias, no máximo, após esse período é recomendável tomar a sopa apenas uma vez ao dia.

“Dentre muitas dietas restritivas, esta é uma das mais indicadas, pois os vegetais concentram uma grande quantidade de substâncias que equilibram o metabolismo e ainda auxiliam nos problemas de retenção de líquido e na tensão pré-menstrual”, explica a nutricionista Eneida Bomfim, de Salvador.

Outra vantagem é que dependendo da escolha das frutas (sim, sucos e vitaminas podem muito bem fazer parte do cardápio desse tipo de dieta, mas é bom serem feitos com leite desnatado ou de soja) e vegetais, ainda é possível ganhar um tratamento antienvelhecimento.

Alimentos que contêm vitaminas A (cenoura, mamão, abóbora, manga), C (laranja, mexerica, limão, acerola, caju, morango, tomate) e E (cereais integrais, folhas verdes escuras, ovos e castanhas) e os minerais zinco (frutos do mar, ovos, cereais e feijão), selênio (castanha-do-pará, frutos do mar, aves, carnes vermelhas e aveia) e magnésio (nozes, leite, cereais e legumes) são antioxidantes e combatem naturalmente os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento das células.
 

Como é feita

Primeira dica importante: a sopa não deve ser batida no liquidificador, pois isso facilita a digestão e a pessoa pode sentir fome rapidamente. Na hora do preparo é bom evitar utilizar massas, arroz ou grãos com muitas calorias, como feijão, grão de bico e ervilha.

A ideia é abusar dos vegetais em pedaços, pois incentivam a mastigação, e incrementar o sabor com carne, frango ou queijo. Nessa dieta, o pãozinho para acompanhar fica proibido. Outra opção é substituir o carboidrato por queijo ricota sem sal ou lançar mão dos caldos prontos.

“Se for necessário, as sopas industrializadas podem ser consumidas, desde que se adicione um ou dois vegetais frescos e queijo magro, para preservar o valor nutricional do alimento”, ensina a nutricionista.

O café da manhã deve ter pão light ou biscoito, frutas, leite desnatado e queijo magro. Os lanches como suco, fruta, iogurte ou barra de cereal, são necessários entre as principais refeições para manter a saciedade e evitar os picos de fome, especialmente por aqueles que têm compulsão por comer. Os chás, de preferência verde, estão liberados.
 

Promessa

Eliminar cerca de 4 kg por mês, se seguir à risca.

Contraindicação

A mais importante é não seguir a dieta por períodos longos. Em geral, os efeitos colaterais são nulos quando o cardápio é seguido à risca, mas deve ser evitada por gestantes, idosos, crianças e pessoas com qualquer problema de saúde.

Eu fiz

“Por indicação de um amigo, eu e minha mãe resolvemos fazer a dieta. Recebi as receitas por e-mail e seguimos as recomendações a risca durante uma semana. Mas comer sopa por tanto tempo não foi uma experiência agradável. Além de ser enjoativa e não me sustentar, a sopa me deixou fraca. Não faria essa dieta novamente porque não é educativa. Se eu conseguisse perder peso com ela, seria falso, pois tenho certeza de que logo voltaria a engordar.”

 

Marcela Noleto, 27 anos, fashionista de Belo Horizonte



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos