Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://boaforma.uol.com.br/album/2012/06/04/dieta-seca-barriga-14-alimentos-que-afinam-a-cintura-e-deixam-o-abdome-chapado.htm
  • totalImagens: 14
  • fotoInicial: 2
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos: direita
  • timestamp: 20120604171117
    • Boa Forma [17135]; Dieta - Aliados [61560];
Fotos
O livro "Dieta Seca-Barriga", escrito pela cardiologista Heloísa Rocha e pela nutricionista Marcella Amar, revela quais são os alimentos que aceleram a queima de gordura abdominal e as opções que combatem a inflamação nas células, deixando o organismo menos resistente à perda de peso Divulgação Mais
CEREAIS INTEGRAIS - Regulam a função intestinal e mantêm em equilíbrio os níveis de glicemia e insulina. Quanto mais baixo é o teor de glicose, mais o pâncreas é poupado de secretar grande quantidade de insulina. Esse hormônio é a chave que abre as portas das células para a entrada do açúcar. Mas, se ficar dando sopa na circulação, e isso ocorre quando a insulina é secretada em altas doses, favorece o estoque de gordura. Considere, ainda, que grãos integrais são ricos em vitaminas do complexo B, que, entre outras virtudes, controlam a quantidade de cortisol no organismo. Em excesso, esse hormônio associado ao estresse armazena células de gordura na região abdominal Thinkstock Mais
IOGURTE DESNATADO E LEITE COM REDUÇÃO DE LACTOSE - Muitos estudos já comprovaram que o déficit de cálcio mexe com o metabolismo, diminuindo a queima de gorduras. Daí a importância de ingerir iogurte e derivados de leite desnatado (ou com redução de lactose) com regularidade. O leite sem lactose não é indicado apenas para quem tem intolerância ao açúcar do leite. Mesmo quem passa longe do distúrbio tem dificuldade para digerir a lactose. Resultado: ela chega ao intestino grosso parcialmente preservada - e lá, sofre a fermentação por bactérias. Esse processo no qual os microrganismos passam a degradar a lactose leva ao excesso de gases, que faz sua barriga inflar feito um balão Thinkstock Mais
PEIXES DE ÁGUAS FRIAS E PROFUNDAS, COMO SALMÃO, ATUM, BACALHAU E SARDINHA - São boas fontes de ômega 3, a gordura poli-insaturada aclamada por cardiologistas, já que evita o acúmulo do colesterol nocivo, o LDL, nos vasos sanguíneos. Em compensação, o HDL, que é a versão benéfica dessa molécula, aparece em maior quantidade. O coração agradece. E o abdome também, pois, conforme indicam vários estudos, a substância aumenta a sensação e saciedade. Sem contar que, sempre que essa gordura do bem entra no seu organismo, o metabolismo basal - aquele que faz gastar calorias apenas para manter as funções básicas, como a respiração, os batimentos cardíacos e a temperatura corporal - fica mais acelerado Thinkstock Mais
SALADAS CRUAS - As fibras das hortaliças são grandes amigas de um corpo enxuto. Isso porque têm baixo valor energético, diminuem a ingestão de alimentos calóricos e barram a digestão de carboidratos que levam ao aumento de peso. Sua contribuição mais conhecida é a de ajudar no bom funcionamento do intestino. O que pouca gente sabe é que há estudos mostrando que as fibras enxugam as gorduras mesmo em dietas sem restrição calórica. Embora ainda não se saibam exatamente o que está por trás desse efeito, já há certeza de que as fibras ajudam a manter uma numerosa flora intestinal - essa, então, seria uma hipótese. Quando você consome boa quantidade de hortaliças, portanto, garante longa vida a esses microrganismos e também sua predominância sobre as bactérias prejudiciais, que trazem doenças Thinkstock Mais
PIMENTA VERMELHA - Seu sabor picante se deve a um princípio ativo chamado capsaicina, que tem, ainda, uma propriedade muito bem-vinda por quem quer ver os quilos extras longe: acelera o metabolismo em até 20% se ingerida em torno de 3 gramas por dia. Segundo pesquisas, esse tempero ardido dobra a produção de calor até algumas horas antes da refeição em que foi consumido. Tida como um dos principais alimentos termogênicos por estimular o organismo a gastar energia no processo de digestão, a pimenta promove a quebra de células de gordura. Outra ação antipneuzinhos é o controle dos níveis de glicose no sangue Thinkstock Mais
FRUTAS VERMELHAS - Morango, cereja, amora, framboesa e mirtilo. Aproveite a safra de cada estação do ano para consumir as frutas que comprovadamente reduzem a massa gordura. Já ouviu dizer que a gordura é um processo inflamatório? Pois a ingestão regular dessas delícias atenua a inflamação, como já evidenciaram várias pesquisas americanas. O mérito é todo das antocianinas, pigmentos arroxeados visíveis na casca. Além das propriedades antioxidantes, as antocianinas eliminam o excesso de gordura no sangue. Mais: como as frutas vermelhas possuem baixa carga glicêmica, o pâncreas não precisa secretar insulina além da conta para tirar o açúcar de circulação Thinkstock Mais
CHÁS, EM ESPECIAL O VERDE E O DE HIBISCO - A ciência da nutrição vem aclamando o chá verde, o mais nobre de todos, como aliado do emagrecimento. Isso em razão do seu potencial para influir no peso e na composição corporal. É que a bebida, lotada de catequinas e de fitoquímicos chamados polifenois, acelera o metabolismo e aumenta a temperatura, levando à queima calórica e à diminuição da deposição das gorduras no organismo. De quebra, a fome excessiva vai embora e a digestão se torna mais fácil. Sem falar no alto poder de hidratação. Isso contribui para evitar o acúmulo de toxinas que promovem a fermentação e os gases intestinais. Mas cuidado: não vale tomar baldes de chá verde porque aí a bebida pode se tornar tóxica. Contente-se com quatro xícaras por dia. O chá da flor de hibisco também tem efeito espanta-gordura. Consumido todo dia, regulariza o intestino e combate a retenção e líquidos, o que facilita o emagrecimento. E como se fosse pouco, a mãe natureza ainda dotou a erva de grandes doses de flavonoides, antioxidantes que combatem os temidos radicais livres, responsáveis por um belo desajuste no metabolismo. Em excesso, essa moléculas aceleram o envelhecimento, além de provocar cansaço, ansiedade e baixa resistência imunológica Thinkstock Mais
GENGIBRE - A raiz também comprova que a saída para acumular menos calorias não é apenas privar-se das comidas engordativas, mas incluir ingredientes que esquentem o organismo para fazê-lo derreter os estoques de gordura. E a vocação do gengibre para essa missão é notável. Basta consumir o equivalente a duas fatias por dia para aumentar o gasto calórico na ordem de 10% Thinkstock Mais
LEVEDO DE CERVEJA, COGUMELO, NOZES E ASPARGO - Tanto o suplemento quanto os alimentos citados são ricos em cromo. Um mineral que reduz para valer a gordura total e também a mais detestável de todas - aquela que se aloja na região da cintura. O cromo atua em três frentes: transforma rapidamente o carboidrato em fonte de energia, evitando, assim que se armazene sob a forma de gordura: reduz a compulsão a doces; e, por fim, dá uma boa controlada no apetite Thinkstock Mais
CANELA - Eis que outro alimento com queima calórica de dupla ação: obriga o corpo a gastar mais energia durante a digestão e diminui a sensação de fome. Para avaliar o papel da canela na rapidez com que o estômago fica vazio após as refeições, cientistas suecos monitoram por ultrassonografia o estômago de voluntários que ingeriram arroz-doce com e sem o condimento. Conclusão: no primeiro grupo, o tempo de permanência do alimento no estômago foi maior, retardando a fome. Além disso, a aromática canela aumenta o metabolismo basal, que faz o corpo torrar calorias mesmo em repouso. Para fechar com chave de outro sua ação a favor da barriga enxuta, a canela possui alto teor de cálcio, mineral que ajuda a emagrecer Thinkstock Mais
SUCO DE LIMÃO - Não, não é lenda. Taiti, siciliano, galego - qualquer tipo do azedinho ajuda a diluir os excessos gordurosos, estejam onde estiverem. A façanha é atribuída ao ácido cítrico, que, ao lado da vitamina C, confere o sabor característico da fruta. Segundo estudos, sua ação alcalinizante tem efeito positivo sobre o metabolismo. Embora não frequente a lista dos alimentos termogênicos, o fruto do limoeiro interfere em vários processos metabólicos, melhorando, assim, o desempenho do organismo como um todo. Diurético, alivia o inchaço. Não despreze a casca. Ela é rica em pectina, fibra solúvel que dá sensação de saciedade. Então, em vez de contentar-se só com o suco espremido, bata a fruta inteira no liquidificador. Mas não vale exagerar na dose achando que, assim, você vai ganhar corpo de top model. Mais de dois limões por dia podem prejudicar as mucosas do estômago. Quem sofre de gastrite ou úlcera deve evitar beber o suco sem comer algo antes. Ah, todos os benefícios se perdem se não for ingerido imediatamente Thinkstock Mais
BRÓCOLIS - As fibras por si só, já justificam o consumo regular dessa hortaliça. Levá-la ao prato com regularidade acalma o apetite e faz o intestino funcionar direitinho. Menos toxina, menos barriga. Mas o que vem intrigando os pesquisadores é seu poder de neutralizar os xenoestrogênios, substâncias químicas tóxicas presentes em aditivos usados pela indústria alimentícia. Essas substâncias imitam o estrogênio, hormônio natural, e estão associadas ao aumento do açúcar no sangue. Por outro lado, os brócolis possuem baixo índice de insulina, o que conta pontos a favor da perda de peso. Acha pouco? Pois o vegetal contém bom teor de cálcio, o mineral que espanta a gordura Thinkstock Mais
SALSINHA - Mas pode chamar também de salsa. Um dos temperos mais populares da nossa cozinha, essa hortaliça é capaz de eliminar alguns centímetros ai redor da cintura. Isso porque tem ação diurética. Ela ainda faz uma boa faxina nos rins. No seu incansável trabalho de filtrar o sangue, o órgão vai acumulando uma boa quantidade de sal, que é expelido com a ajuda da saborosa salsinha Getty Images Mais

Dieta Seca-Barriga: veja alimentos que afinam a cintura e deixam o abdome chapado

Veja mais: SEGREDO DAS FAMOSAS PARA OBTER UM ABDOME SEQUINHO

Últimos álbuns de UOL Dieta e Boa Forma

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos